Investimento em ações | Focalise - Invista com Conhecimento
Renda Variável

Investimento em ações

investir em ações
Focalise
Escrito por Focalise

O investimento em ações é uma das modalidades de aplicação que mais podem proporcionar ganhos financeiros às pessoas que têm coragem para entrar nesse mercado.

Apesar de muito disseminado, essa modalidade ainda gera muitas dúvidas na mente das pessoas, até mesmo naqueles que já aplicam em outros tipos de investimentos disponíveis no Brasil.

O nosso objetivo com este post é apresentar de forma simples o funcionamento do mercado de ações, as vantagens e as desvantagens desse tipo de aplicação. Confira!

O investimento em ações e o seu funcionamento

Grande parte das pessoas acreditam que o investimento em ações é algo extremamente arriscado. O medo do desconhecido, as altas taxas de juros e os períodos de elevada inflação, sem dúvidas, são o grande causador do baixo interesse da maioria dos brasileiros por este tipo de aplicação. A Bolsa de Valores tem o mito de ser um investimento para poucos corajosos que tenham disposição de correr grandes riscos.

Mas, na verdade, qualquer pessoa pode investir em ações. Não existe valor mínimo para iniciar e a atividade é mais simples do que parece. A parte mais importante é entender o assunto e os riscos envolvidos e não transformar-se em um aventureiro. O conhecimento é o principal fator de sucesso para quem pretende entrar nesse mercado. Sendo assim, buscar cursos ou palestras de especialistas faz com que você conheça as questões que envolvem esse tipo de aplicação.

A disseminação do conhecimento sobre ações é uma carência da sociedade. Nenhuma escola ou faculdade ensina como você deve cuidar do seu dinheiro, quais as diferenças entre os diversos tipos de aplicações e como montar um planejamento financeiro pessoal de longo prazo. Este talvez seja um grande risco para a população. As previdências públicas estão falidas em todo o mundo, a expectativa de vida está aumentando a cada ano e o padrão de consumo da população é cada vez mais alto.

O investimento em ações funciona resumidamente da seguinte forma: uma empresa, com objetivo de arrecadar recursos financeiros, cede parte do seu capital para que pessoas anonimamente comprem pequenos pedaços dela e façam parte do quadro societário da companhia.

Como contrapartida, elas recebem um percentual do lucro auferido em determinado período. Esse valor é correspondente à sua participação no capital social da empresa. Ele é o que chamamos de dividendos ou juros sobre capital próprio, ajudando na rentabilidade da aplicação.

A outra parte do retorno virá com a diferença entre o preço de compra e o preço de venda daquela ação, onde será visto se houve lucro ou prejuízo em função da oscilação do do seu valor.

Entendida a forma de funcionamento dos investimentos em ações, vamos conhecer as vantagens e benefícios desse mercado, bem como os pontos de desvantagens que ele possui.

As vantagens do investimento em ações

Esse mercado é muito empolgante e desafiador, por isso, muitos investidores vislumbram uma série de benefícios e vantagens. Inicialmente vamos tratar sobre elas. Continue lendo!

Acessibilidade

Contrariando o pensamento de muitas pessoas, essa modalidade de aplicação não está disponível somente para grandes investidores com enormes quantias em dinheiro. Existem casos em que é possível começar aplicando apenas R$ 100,00 e sem a necessidade de realizar depósitos mensais.

Antigamente esse mercado operava com taxas de juros altíssimas, o que fatalmente não permitia a participação de investidores pequenos e médios. Porém, nos dias atuais esses percentuais foram modificados permitindo que os mais variados perfis de pessoas possam entrar no mercado, desde que tenham o devido conhecimento.

Comodidade

Quando se menciona ações ou Bolsa de Valores, muitas pessoas imaginam aquelas cenas de filmes americanos antigos em que aparecem pessoas falando em aparelhos telefônicos estranhos e fazendo negociações acirradas para no final do dia ver qual o investidor realizou mais venda de ações. Isso simplesmente não existe mais nesse mercado.

Com a tecnologia que temos atualmente, todo o trabalho é realizado por meio de um ambiente virtual, que pode ser acessado de qualquer lugar com apenas um computador com acesso à internet. Assim é possível que um investidor realize as operações do conforto de sua residência, dispensando a necessidade de um local específico.

Outra vantagem é que você pode acompanhar o desenvolvimento e as novidades referentes ao seu investimento mesmo quando estiver viajando ou curtindo um período de férias com a família.

Recebimento de dividendos periodicamente

Os dividendos são os pagamentos que as empresas realizam aos seus acionistas. Como as distribuições são feitas sempre que há o fechamento de um exercício social, os investidores têm a vantagem de saber quando receberão. Cabe lembrar que cada empresa possui sua política de distribuição, podendo inclusive ser mensal.

Boa rentabilidade

Por último deixamos a maior vantagem no mercado de ações. Esse é o tipo de investimento que está entre os que podem proporcionar os maiores retornos financeiros de todas as modalidades de aplicação existentes no Brasil.

Além disso, é possível aumentar o ganho reinvestindo o valor obtido e, consequentemente, tornando o percentual de participação na empresa maior, o que proporcionará ganhos equivalentes na próxima distribuição de dividendos.

As desvantagens do investimento em ações

Apesar de possuir inúmeras vantagens, nem tudo são flores nesse mercado e, sim, existem alguns pontos que podem ser considerados como desvantagens. A seguir vamos listar cada um deles:

Riscos

Não dá para negar, o investimento em ações é um dos mais arriscados do mercado. No entanto, antes que você forme qualquer tipo de interpretação sobre essa questão, saiba que, quanto maior for o risco envolvido em uma aplicação, maior poderá ser o retorno financeiro.

Os altos riscos ocorrem porque a remuneração das ações é obtida por meio do lucro que as empresas apuram em determinado exercício social. Assim, se a administração da companhia falha na gestão dos recursos, produção, venda ou prestação de serviços, a lucratividade pode ser comprometida e, consequentemente, a rentabilidade da sua aplicação também.

Além disso, também existem os fatores econômicos que impactam diretamente no lucro da empresa, mas para explicar melhor sobre eles, separamos um item específico.

Instabilidades econômicas

As instabilidades econômicas também são um fator de risco que prejudicam a rentabilidade das ações. Uma empresa distribuirá aos seus acionistas um percentual do lucro obtido no período. No entanto, podem existir períodos em que a lucratividade da empresa seja severamente prejudicada por fatores alheios à vontade dos administradores.

Fatores econômicos como crises, inflação, valorização e desvalorização de moedas e demais fatores internacionais podem fazer com que o lucro da empresa que você possui ações seja prejudicado, diminuindo a rentabilidade do investimento.

Lucratividade de longo prazo

Se você é uma daquelas pessoas ansiosas que fica contando os dias para ver resultados expressivos, o mercado de ações pode não ser para você. Esse tipo de investimento requer certo tempo de maturação para gerar lucro para o investidor.

De fato, no curto e médio prazo você poderá vislumbrar alguns pequenos retornos financeiros, no entanto, é no longo prazo que esses resultados se tornam verdadeiramente expressivos.

Necessidade de conhecimentos específicos

É importante mencionar que existem casos em que o conhecimento específico sobre a área de atuação da empresa é necessário. Por exemplo: não raro, encontramos investidores que adquirem ações de empresas que não estão gerando bons retornos. Isso ocorre porque essa pessoa conhece o mercado e sabe que tal companhia pode começar a dar lucro nos próximos períodos.

Da mesma forma é possível verificar que uma empresa de determinado setor, apesar de possuir bons percentuais de lucros, pode, a qualquer momento, passar por uma dificuldade financeira que refletirá em perdas para os acionistas.

Assim, em alguns casos é necessário que, além de conhecimentos gerais de aplicações financeiras, o investidor possua conhecimentos específicos sobre a atividade que a empresa desenvolve.

Gostou deste artigo sobre o investimento em ações? Gostaria de receber mais dicas sobre essas e outras modalidades de aplicações financeiras? Então, assine nossa newsletter para não perder nenhum de nossos conteúdos!

Sobre o autor

Focalise

Focalise

A Focalise surgiu da necessidade dos investidores em ter um ambiente para o debate, educação e apoio às decisões no mercado de capitais.

Buscamos informar, orientar, educar e oferecer serviços que facilitem o entendimento e a identificação das oportunidades de investimentos.

Share This
Navegação
[d]
[d]
[d]
[d]