Como os juros compostos funcionam? Entenda para investir melhor
Dicas

Como os juros compostos funcionam? Entenda para investir melhor

Juros Compostos
Focalise
Escrito por Focalise

Na hora de procurar investimentos que te ajudem a concretizar objetivos, é preciso olhar atentamente para uma série de questões. Prazo, rentabilidade e condições estão entre as mais importantes, mas lembrar-se dos juros compostos também é fator de alta relevância.

O funcionamento desse mecanismo faz com que o dinheiro trabalhe para você. Usado de maneira estratégica, ele vai garantir que seus investimentos tenham a chance de render mais, sem que seja necessário realizar qualquer esforço adicional.

Portanto, entender o funcionamento desse tipo de cálculo é indispensável. Confira a seguir como tudo isso funciona e entenda como investir melhor!

Afinal, qual é o mecanismo dos juros compostos?

Há dois tipos principais de juros, matematicamente falando: os compostos e os simples. Os simples geram um valor sempre em cima do montante inicial, de maneira fixa. Ou seja, independentemente do acréscimo que aconteça ao longo do tempo, os rendimentos são sempre os mesmos.

Ao investir R$ 20.000 a uma taxa de juros simples de 5% ao mês, o ganho será sempre de R$ 1.000 ao final de cada período. Em um ano, terá um total de R$ 32.000, com acúmulo total de R$ 12.000 no período.

Já os compostos funcionam aplicados ao valor anterior. É por isso que eles são conhecidos como “juros sobre juros”, já que o montante prévio determina o próximo.

Imagine o mesmo investimento de R$ 20.000 com uma taxa de juros de 5% ao mês. No primeiro mês, ele vai render igualzinho ao simples: R$ 1.000. Assim, o montante vai ser de R$ 21.000.

Porém, já no mês seguinte o rendimento vai ser de R$ 1.050 — número superior ao do primeiro. No terceiro mês, com um montante de R$ 22.050, o retorno pulará para R$ 1.102,50.

Ao final de um ano, o acumulado será de R$ 35.917,13, com retorno de R$ 15.917,13 no período. Esse valor é quase R$ 4 mil a mais do que o obtido pelos simples.

O que eles têm a ver com investimentos?

Se reparar, vai perceber que o sistema financeiro utiliza os juros compostos para quase tudo. A dívida de cartão de crédito é cobrada dessa forma, assim como as cobranças por multas de atrasos no pagamento.

A boa notícia é que isso também vale para todos os investimentos. Ao utilizar esse sistema, você consegue aumentar as chances de o seu dinheiro render muito mais sem precisar fazer uma grande modificação para tanto.

O grande truque aqui consiste em investir no tempo. Quanto maior é o período de investimento, maior é o montante acumulado. Com os juros rendendo sobre os outros, o rendimento também cresce.

E se isso não parece muito destacável, saiba que a própria fórmula matemática dos juros compostos faz com que eles tendam a ser exponenciais. Isso significa que, depois de um período inicial, o retorno dispara de maneira intensa, ficando bem acima do valor dos juros simples.

Quer ver? Um investimento de R$ 20.000 sob o regime simples de 10% ao ano levaria o capital para R$ 50.000,00 em 15 anos. O mesmo cenário, mas sob juros compostos, leva a um total de R$ 83.544,96.

Se o cenário passa a ser de 35 anos, o valor sob juros simples de 10% ao ano seria de R$ 90.000,00. Já o de juros compostos pularia para R$ 562.048,73.

Dessa maneira, quanto mais tempo passa investindo sobre esse regime, maior tende a ser o patrimônio construído. O melhor é que não precisará realizar grandes esforços para isso, de modo que o dinheiro trabalhe para você.

 

Quais são as melhores opções para cada perfil?

Um investimento muito conhecido que funciona exatamente sob esse regime é a poupança. Embora a taxa de juros não seja muito elevada, ela garante que o ganho aconteça sobre o montante previamente acumulado.

Porém, essa não é a melhor opção para o seu dinheiro. Há outras escolhas que são tão ou mais seguras e que podem render ainda mais com esse mecanismo. Dá para dizer, portanto, que há opções muito mais vantajosas para o seu dinheiro.

Levando isso em conta, algumas das opções mais atraentes para cada perfil de investidor incluem:

Tesouro Direto

Considerando que o tempo e a rentabilidade são dois fatores importantes para fazer o seu dinheiro multiplicar, o Tesouro Direto é uma opção conveniente e segura. O principal motivo é que ele tem títulos com diferentes prazos, inclusive aqueles de longo prazo e indexados à inflação.

Como ele, assim como os demais, rende mediante juros compostos, na hora do resgate o valor tende a ser consideravelmente maior.

CDB

 

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também é uma opção conveniente. Ao adquirir esses títulos, os recursos rendem de acordo com o CDI, de forma composta. O prazo mínimo pode variar de 1 dia até alguns anos.

Ao final, é possível considerar a possibilidade de investir novamente o que foi obtido, de modo a aumentar as chances de obter resultados melhores.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento são ideais para quem está disposto a correr um pouco mais de riscos, mas ainda deseja obter bons resultados. Ele funciona como um condomínio, em que os recursos aplicados por todos são movimentados e distribuídos em diferentes aplicações.

Como todos os ativos do mercado atual, utiliza juros compostos. Com isso, o dinheiro pode se multiplicar, se for aplicado corretamente.

Ações

As ações, por sua vez, são indicadas para investidores arrojados e que estão em busca da possibilidade de resultados consideravelmente melhores, mas que aceitam correr mais riscos. Como rendem também mediante a forma de juros sobre juros, o ideal é que os valores sejam mantidos em um período de médio e longo prazo.

Caso o investimento ofereça o pagamento de dividendos e/ou juros sobre capital próprio, vale a pena reinvestir os recursos com o objetivo de aumentar a possibilidade de ganho.

 

É fundamental que aquele que tem reservas financeiras e deseja se lançar no mundo dos investimentos entenda bem todos os meandros dos juros compostos e perceba como essa lógica orienta as aplicações que poderá fazer.

Com esse conhecimento sobre os juros compostos, seus investimentos poderão se tornar incrivelmente mais rentáveis e satisfatórios. Nos comentários, aproveite para dizer se tem alguma dúvida ou tática para aproveitar melhor essas possibilidades! 

Aproveite e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades no blog!

Sobre o autor

Focalise

Focalise

A Focalise surgiu da necessidade dos investidores em ter um ambiente para o debate, educação e apoio às decisões no mercado de capitais.

Buscamos informar, orientar, educar e oferecer serviços que facilitem o entendimento e a identificação das oportunidades de investimentos.

Share This
Navegação
[d]
[d]
[d]
[d]