Em que investir 1 milhão de reais? Aprenda! | Focalise
Finanças Pessoais

Em que investir 1 milhão de reais? Aprenda!

onde investir 1 milhão de reais
Focalise
Escrito por Focalise

Ter 1 milhão na conta é o sonho de muita gente e alguns, inclusive, já até conseguiram realizá-lo: ganhadores de reality shows, da mega-sena e os bons planejadores que juntaram muita grana por um tempo. Contudo, ter todo esse dinheiro e não saber em que investir 1 milhão de reais é uma das dúvidas mais recorrentes entre eles.

Desses citados acima, sabemos que nem todos conseguem aproveitar bem essa quantia. O maior dos erros, talvez, seja gastá-la rapidamente em vez de usá-la para obter ótimos rendimentos, seja para aumentar o patrimônio, viver de renda até o fim da vida, ou até mesmo deixar uma boa herança para os filhos.

Afinal, em que investir? Como fazer esse capital render? Como multiplicar essa riqueza de maneira útil?

Para encontrar as respostas para essas perguntas, basta conferir este artigo até o final e acompanhar 7 ótimas ideias que listamos para você!

1. Divida os investimentos

A primeira opção que nos vem à cabeça quando pensamos em rendimento é, sem muitas dúvidas, aplicação financeira.

Só que aplicar 1 milhão de reais de uma só vez, mesmo que seja num lugar seguro e confiável, não é o mais recomendado.

Isso porque o FGC (Fundo de Garantia de Crédito) garante apenas 250 mil do seu investimento, ou seja, se a instituição quebrar, você só irá recuperar esses 250 mil da garantia.

Você deixará de correr esse risco se fizer 4 ou mais investimentos diferentes, todos com quantias menores que 250 mil, já que o FGC garante esse valor, por CPF, para cada instituição separadamente.

Mas cuidado: não são todas as aplicações que valem a pena! Ao longo do artigo, você também irá conferir nossas dicas sobre as melhores opções para alocar esse dinheiro.

2. Invista na Renda Fixa

Manter um perfil conservador pode ser recomendado quando o assunto é 1 milhão de reais e você deseja uma renda mensal.

Com essa quantia, arriscar tudo na Renda Variável poderia causar prejuízos ao seu capital. Além disso, os rendimentos obtidos com a Renda Fixa trazem segurança e estabilidade.

Como dissemos anteriormente, não são todas as aplicações que valem a pena, pois mesmo investindo, se a rentabilidade não superar a inflação, você estará perdendo poder de compra (como é o caso da poupança).

Combinando isso com nossa dica anterior de dividir os investimentos, acaba sendo uma ótima estratégia optar pelas seguintes aplicações:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Letra de Câmbio (LC);
  • ​Debêntures.

Com exceção do CDB e da LC, as outras aplicações são isentas do imposto de renda, o que ajuda na hora de obter um maior lucro líquido. Mas mesmo com o IR, o CDB também se mostra uma ótima opção.

3. Utilize a Aposentadoria Privada

Previdência Privada é uma ótima escolha para quem não sabe onde aplicar corretamente o dinheiro e não tem tempo para obter ou ampliar esse conhecimento.

Com a quantia de 1 milhão, já existe a possibilidade de se aposentar com uma renda vitalícia de aproximadamente 7 mil por mês.

Ela ainda acaba sendo um complemento da Previdência Social, ou seja, você pode receber as duas aposentadorias simultaneamente e manter o padrão de vida desejado — algo que não é muito fácil somente utilizando o serviço oferecido pelo setor público devido ao valor baixo do teto. Interessante, não?

4. Compre imóveis ou Fundos Imobiliários

Conseguir uma boa renda através de aluguéis também é uma boa forma de multiplicar o capital e viver com uma boa renda mensal.

Com 1 milhão de reais, você tem uma maior variedade de opções na hora de escolher quais imóveis comprar, contudo, é necessário se atentar a alguns fatores importantes, como:

  • bom valor de aluguel;
  • baixa possibilidade de vacância; e
  • ​considerar gastos com reformas.

Ou seja, um bom estudo é necessário antes de partir para a renda de aluguéis.

Ainda no mercado de imóveis, os Fundo Imobiliários surgem como outra opção viável, pois esse investimento se assemelha ao da Renda Fixa, sendo isento de IR, porém, com uma taxa de risco um pouco mais alta.

Um acompanhamento com profissionais é recomendado caso você queira seguir por esse caminho!

5. Aplique em Fundos de Investimento

Essa é outra alternativa para quem não quer se debruçar sobre o mundo dos investimentos e mesmo assim deseja aproveitar suas possibilidades de obter bons lucros.

Os Fundos de Investimento são geridos por profissionais capacitados, o que te oferece uma maior segurança e a possibilidade de ótimos rendimentos. Aqui, a estratégia de dividir as aplicações também pode ser executada, fazendo com que o FGC não seja uma preocupação para você.

Contudo, é importante se atentar a alguns itens, que podem acabar tornando esta uma boa ou má opção:

  • Liquidez;
  • taxa de administração;
  • taxa de performance.

6. Diversifique a carteira de investimentos

Tudo bem, você já sabe que é importante dividir os investimentos. Mas diversificar a carteira vai além disso.

Essa é uma opção recomendada para quem quer obter maiores rendimentos a custo de algum risco, pois apenas uma pequena parte do seu capital será direcionada para a Renda Variável.

Por exemplo, você pode direcionar 80% do valor para a renda fixa (já utilizando a divisão de aplicações com valores menores que 250 mil), 10% em fundos de multimercado (onde há a possibilidade de operar uma grande gama de ativos diferentes), e 10% em Renda Variável.

Como essa estratégia demanda maiores estudos, o acompanhamento de profissionais também é altamente recomendado!

7. Viva de renda

Essa não é, exatamente, uma estratégia de investimento, mas merece uma atenção especial por ser uma das dúvidas mais recorrentes sobre o que fazer com 1 milhão de reais.

Viver de renda e deixar de trabalhar acaba sendo o objetivo — e o sonho — da maioria dos brasileiros.

Se sua intenção é consumir esse capital através de uma renda mensal sem considerar a inflação, é possível obter um bom valor mensal aplicando em CDBs, por exemplo.

Porém, se sua intenção não for obter renda pelo consumo do seu capital (seja para deixá-lo como herança ou para o consumo próprio posterior, por exemplo), mas sim pelo rendimento das aplicações, então formas específicas de rentabilidade e de prazo de carência para resgate (no caso, a mensal) são necessárias.

Ou seja, você deve optar por investimentos que não corroam seu patrimônio no longo prazo, fazendo um resgate mensal que não subtraia do total de 1 milhão investidos.

Portanto, como você pôde perceber, ideais inteligentes com relação a em que investir 1 milhão de reais não falta. Somente em aplicações financeiras são várias opções.

Ainda há a possibilidade de procurar lucros com imóveis, garantir a aposentadoria ou viver de renda com uma boa estratégia de investimento — e para esse último, mais uma vez, recomendamos o acompanhamento profissional, só assim você terá garantia de que seu dinheiro está sendo utilizado da melhor forma!

E você? Gostou de saber em que investir 1 milhão de reais? Então aproveite a visita e assine nossa newsletter! Assim, você recebe todas as nossas novidades direto em sua caixa de entrada!

Sobre o autor

Focalise

Focalise

A Focalise surgiu da necessidade dos investidores em ter um ambiente para o debate, educação e apoio às decisões no mercado de capitais.

Buscamos informar, orientar, educar e oferecer serviços que facilitem o entendimento e a identificação das oportunidades de investimentos.

Share This
Navegação
[d]
[d]
[d]
[d]